Você está aqui: Entrada / CAÇA / Sanidade / Doença Hemorrágica Viral do Coelho-bravo: Plano de Ação para o seu Controlo

Doença Hemorrágica Viral do Coelho-bravo: Plano de Ação para o seu Controlo

Programa de investigação e medidas de gestão e vigilância sanitária. Procedimentos para a recolha de material biológico e divulgação de pontos de entrega das amostras

Na sequência do Despacho n.º 4757/2017, de 31 de maio do Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, foi elaborado o Plano de Ação para Controlo da Doença Hemorrágica Viral do Coelho-bravo, com o objetivo de inverter o processo de declínio das populações de coelho-bravo, repondo o equilíbrio ecológico, considerando a importância estratégica  desta espécie nos ecossistemas mediterrânicos e no quadro cinegético nacional.

Este plano desenvolve-se  em três eixos (programa de investigação, medidas de gestão e vigilância sanitária), com os objetivos particulares seguintes:

  1. Conhecer, monitorizar e controlar a mortalidade associada à DHV;
  2. Fomentar populações viáveis e auto-sustentáveis de coelho-bravo;
  3. Contribuir para o incremento das populações de coelho-bravo através da realização de práticas de gestão adequadas e integradas;
  4. Aumentar a consciência social sobre a importância das boas práticas de gestão.

 

Considerando que no âmbito deste plano é necessário dispor de um elevado n.º de amostras para análises laboratoriais, conta-se, por um lado, com o envolvimento das Organizações do Sector da Caça (OSC), dos(as) caçadores(as) e entidades gestoras das zonas de caça, e, por outro, com o ICNF, no estabelecimento de uma rede de recolha de material biológico e envio para os laboratórios do Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária, I.P. (INIAV).

Visando esclarecer o procedimento de recolha de cadáveres  encontrados no campo (durante todo o ano) e a colheita de material biológico nas zonas de caça a amostrar, estão disponíveis:

 U.A.: 2017-10-19

Acções do Documento
classificado em: ,