Você está aqui: Entrada / O ICNF / Perguntas Frequentes / O que Fazer em Caso de...

O que Fazer em Caso de...

Procedimentos a adotar no caso de encontrar exemplares de espécies selvagens
Show or Hide answer ... encontrar uma ave ferida?

Poderá contactar:

  • a linha verde SOS Ambiente, através do nº 808 200 520;
  • a rede de Centros de Recolha e Recuperação de Animais Selvagens, que engloba vários centros de recuperação, com gestão pública ou privada, cujos contactos poderá encontrar aqui; e
  • o ICNF (serviços centrais) e qualquer das suas Áreas Protegidas.
     

Os Centros de Recolha e Recuperação de Animais Selvagens dispõem de médicos veterinários e biólogos responsáveis que podem efetuar uma avaliação clínica e comportamental dos espécimes recolhidos. Assim, a primeira opção será o reencaminhamento dos espécimes recolhidos, feridos ou cansados, para esses centros, onde serão devidamente avaliados e tratados, caso seja necessário.

Show or Hide answer ... encontrar uma ave anilhada?

Deve tomar nota do tipo de anilha e dos caracteres nela inscritos. De seguida, deverá comunicar essa informação à Central de Anilhagem (CEMPA) usando os contactos abaixo:

E-mail: icnf@icnf.pt
Tel: (+ 351) 212 348 021, Fax: (+ 351) 212 341 654

Importa registar:

  • data e local (indicar o nome da povoação mais próxima e, se possível, as coordenadas GPS);
  • em que circunstâncias foi efetuada a observação;
  • o estado físico da ave (ou causa da morte, conforme aplicável);
  • identificação da espécie (se possível); e
  • outra informação útil (por exemplo, fotos).


Se a ave estiver morta deve abrir a anilha e enviá-la ao CEMPA, espalmada e colada com fita adesiva numa folha de papel.

Se quiser guardar a anilha, envie-a na mesma para análise, solicitando posterior devolução.

Show or Hide answer ...encontrar um morcego dentro da habitação?
Tenho morcegos em casa. O que devo fazer? Guia de apoio a situações de coabitação e exclusão de morcegos em edifícios.

Tenho morcegos em casa. O que devo fazer? [PDF 814 KB] - Guia de apoio a situações de coabitação e exclusão de morcegos em edifícios.

Os morcegos não são agressivos, mas, sendo animais selvagens, podem-se assustar e reagir violentamente. Por esse motivo, é essencial ter-se cuidado para não se ser mordido(a). Deve-se pegar o mínimo possível nestes animais, mas, se for necessário tocar-lhes, deve usar sempre luvas.

As nossas espécies são bastante pequenas, pelo que é frequente as pessoas pensarem que encontraram crias. No entanto, as crias da maioria das nossas espécies nascem no início de junho, pelo que a meio de julho já têm o tamanho dos adultos. Assim, os morcegos encontrados no resto do ano são já independentes.

Se encontrar um morcego em casa, é importante perceber que ele entrou por engano, pelo que deve facilitar a sua saída.

Se for encontrado durante a noite, deve fechar a porta para impedir que ele passe para o resto da casa, abrir as janelas e desligar a luz. Se for deixado sossegado, o morcego sairá sozinho.

Se estiver pousado durante o dia e não parecer ferido, deve ser libertado nessa noite, desde que não chova ou faça muito frio. Até ser libertado, deve ser mantido numa caixa de cartão com furos (para poder respirar) e com um pano no interior, para o morcego se agarrar e sentir mais seguro, bem como uma tampa com água para ele beber, dado que têm tendência para desidratar. Depois do pôr do sol, coloca-se a caixa no exterior, num sítio calmo e sem luz, e destapa-se: o morcego voará quando estiver pronto.

Se o morcego estiver ferido ou não voar de noite, deve-se contactar o Centro de Recuperação de Fauna Selvagem mais próximo.

As crias encontradas em junho e no início de julho têm pouco ou nenhum pelo. Se se souber que há uma colónia de criação por cima do sítio onde a cria foi encontrada, pode-se colocar a cria o mais perto possível da colónia, sem lhe tocar (para não lhe transmitir o cheiro, que poderia causar a rejeição por parte da mãe). Para tal, pode-se agarrar a cria com muito cuidado, envolvendo-a num pano e pendurando-a na parede. Se não se conhecer a colónia de criação, deve-se contactar o Centro de Recuperação de Fauna Selvagem mais próximo.

Show or Hide answer ... querer saber quais as espécies de vertebrados ameaçadas em Portugal?

Consultando o “Livro Vermelho dos Vertebrados de Portugal”, que se encontra disponível no portal deste Instituto.

Caso necessite de mais esclarecimentos, contacte o ICNF através dos endereços de correio eletrónico que constam neste portal.

Show or Hide answer ...encontrar um golfinho na praia?
Encontrou um golfinho ou outro mamífero marinho arrojado na costa? O que fazer?

Saiba como proceder se encontrar um golfinho ou outro mamífero marinho arrojado na costa.

Descubra as espécies que poderá encontrar arrojadas e se o exemplar é macho ou fêmea.

Consulte aqui a chave de identificação para saber melhor de que mamífero marinho se trata. 

Acções do Documento