Você está aqui: Entrada / O ICNF / Notícias / Eventos / Dia aberto no Parque Natural do Litoral Norte | 18 novembro

Dia aberto no Parque Natural do Litoral Norte | 18 novembro

Dia aberto no Parque Natural do Litoral Norte | 18 novembro
Parque Natural do Litoral Norte

Pormenores do evento

Quando

2018-11-18
de 09:30 até 13:00

Onde

Apúlia, Esposende

Adicionar evento ao calendário

 pnln.jpg

 

Sobre o Parque Natural do Litoral Norte

"A orla costeira marítima nortenha tem vindo a sofrer agressões diversas, que vão desde os loteamentos clandestinos ao "urbanismo " desordenado, passando pela extracção descontrolada de areias aunares e pelo sacrifício de ecossistemas de rara importância. Com vista a obstar a esta situação, foi da iniciativa da Assembleia Municipal de Esposende propor a classificação como Área Protegida de toda a costa compreendida entre Apúlia e a foz do Neiva, numa extensão de 18 km."

 
Estas palavras, extraídas do preâmbulo do Decreto-Lei que criou esta Área Protegida, datam de 1987 e contêm o essencial dos argumentos que conduziram à classificação do litoral de Esposende como Paisagem Protegida e, posteriormente, à sua reclassificação como Parque Natural.
 
Com efeito, a razão primeira da classificação - Decreto Regulamentar nº 6/2005, de 21 de julho - como Parque Natural do Litoral Norte prende-se com a conservação do cordão litoral e dos seus elementos naturais físicos, estéticos e paisagísticos. 
 
Note-se que, nesta zona, a preservação do sistema dunar é uma das condições indispensáveis à própria fixação de uma linha de costa, atualmente sujeita a forte erosão.
 
O Parque Natural do Litoral Norte (PNLN) situa-se na borda de uma paisagem essencialmente granítica, que apresenta alguma diversidade do substrato rochoso, sendo este representado, quase na sua totalidade, por rochas graníticas. Ocasionalmente ocorrem pequenos afloramentos de rochas quartzíticas, xistos, grauváques e conglomerados. Contudo, toda esta área costeira é recoberta por depósitos de sedimentos Quaternários e atuais.
 
O PNLN é constituido principalmente por um cordão de praias e dunas a que se associam recifes e restantes habitats marinhos. Os estuários dos rios Cávado e Neiva, manchas de pinhal e campos agrícolas, alguns pequenos bosques de folhosas e um caniçal de razoáveis dimensões permitem que a diversidade florística e de habitats representada seja de elevada importância.
 
Em termos de flora foram inventariadas 240 espécies de plantas, repartidas por 15 habitats descritos na Diretiva Habitats, dos quais 5 são considerados prioritários.
 
Dentro dos limites do PNLN  ocorrem espécies de fauna com bastante interesse ecológico, existindo 211 espécies de vertebrados, repartidas por 117 de aves, 10 de mamíferos, 6 de répteis, 6 de anfíbios e 72 de peixes. 
Acções do Documento
classificado em: