Você está aqui: Entrada / PATRIMÓNIO NATURAL / BIODIVERSIDADE / Gestão da Biodiversidade / Protocolo ex-ICN / REN

Protocolo ex-ICN / REN

Protocolo de colaboração entre o ex-ICN e a Rede Elétrica Nacional (REN)
Reconhecida que é a interação entre as linhas de transporte de energia elétrica e as aves, em julho de 2003 foi celebrado um protocolo de colaboração entre a REN, SA e o então ICN. 
 
Este protocolo, que decorreu por um período de 3 anos, permitiu desenvolver um trabalho pioneiro de caracterização da situação atual e fornecer um primeiro contributo para a compatibilização entre o normal e eficiente transporte de energia elétrica e a conservação da avifauna. 
 
Os encargos financeiros dele decorrentes foram suportados pela REN, SA, num montante de cerca de 190.000 € e, no âmbito deste projeto, o então ICN protocolou com a SPEA e a QUERCUS algumas das ações desenvolvidas. 
 
Os resultados globais estão apresentados e disponibilizados no respetivo relatório técnico final, que reúne os diferentes trabalhos desenvolvidos no âmbito deste projeto:
 
 
Foram prospetados 206 km de linhas de muito alta tensão, que resultaram na descoberta de 575 cadáveres de aves, de 72 espécies, das quais se destacam algumas espécies de conservação prioritária, como a abetarda e o sisão. 
 
As espécies com mais indivíduos recolhidos são a cegonha-branca (50 ind.), o abibe (44 ind.), a garça-boieira (38 ind.) e o sisão (33 ind.). 
 
O valor médio da taxa de mortalidade por colisão, depois de aplicados os fatores de correção, foi de 13,92 aves /km / ano. Estes troços foram classificados segundo critérios de perigosidade, sugerindo-se a aplicação faseada de medidas de minimização de colisões em 30 deles.
Acções do Documento