Você está aqui: Entrada / TURISMO DE NATUREZA / Visitar as Áreas Protegidas / Parques Naturais / Parque Natural de Montesinho / Itinerário Automóvel do Baceiro

Itinerário Automóvel do Baceiro

Parque Natural de Montesinho (PNM). Itinerário automóvel do Baceiro. Percurso ao longo das principais estradas que atravessam a área central do Parque, nos vales dos rios Baceiro e Tuela. Descrição. Mapa.
PNM - souto - TA PNM - pombais da Cova de Lua
Souto de castanheiros e pombais tradicionais de Cova de Lua (®Telmo Afonso).


Na planificação da sua visita deverá ter em consideração as recomendações descritas no Código de Conduta e Boas Práticas [PDF 1,6 MB] das e dos visitantes nas Áreas Protegidas, bem como os conselhos úteis que apresentamos em "Relacionados", à esquerda desta página, para melhor desfrutar da sua visita.

Acesso: EN 308-3 a partir de Bragança e EN 103 a partir de Vinhais.
Ponto de partida e de chegada: Bragança.
Extensão: 75 km.
Duração aproximada: 2h:30 min.
Apoios: hotelaria e restauração da área.

Texto descritivo do percurso
 [PDF 228 KB] - inclui mapa.
 

Breve descrição

PNM - lameiros e carvalhal PNM - carro de bois
Lameiros e carvalhal e agricultores com a sua junta de bois (®Telmo Afonso).
 
Este percurso desenvolve-se ao longo das principais estradas que atravessam a área central do Parque Natural de Montesinho, nos vales dos rios Baceiro e Tuela.
 

Com partida e chegada a Bragança, percorrendo as estradas nacionais 308-3 e 103 e a estrada municipal 505, este percurso permite conhecer uma das áreas mais características do Parque Natural de Montesinho.

Na sua fase inicial passa pela aldeia de Carragosa, onde se destaca a Igreja de N. Sra. da Assunção e o belíssimo cruzeiro barroco, e pelo vale de Cova de Lua onde se localiza o parque de merendas e o Santuário de N. Sra. da Hera. Na encosta sobranceira a este pode-se observar, um dos conjuntos de pombais mais interessantes existentes na área do Parque e, na encosta frontal, as ruínas da Sra. da Hera, povoado romano/medieval e local de culto do deus indígena Banda.
 
Em Vilarinho, merece uma visita o tríptico quinhentista existente no interior da igreja paroquial, cuja autoria, embora não confirmada, se pensa poder ser atribuída a Pedro de França. Com partida e chegada a esta aldeia disponibiliza-se o percurso pedestre de Ornal.
 
Na passagem pela aldeia de Dine, poderá visitar o Núcleo Interpretativo da Lorga de Dine, a Lorga e um conjunto de sete fornos da cal, ou passear pelo percurso pedestre das Termas do Tuela que tem início e fim nesta localidade.
 
Ultrapassado o território do antigo concelho de Paçó e de, nesta aldeia, se ter admirado o pelourinho, considerado imóvel de interesse público, regressa-se a Bragança, por entre carvalhais e azinhais, passando pelas aldeias de Gondesende e Espinhosela, onde, no primeiro núcleo desta aldeia, vale a pena visitar a igreja, de origem medieval, que conserva no seu interior um arco tardo-românico.
 

Percurso adaptado de: Guimarães, A., Moreira, L. e Redentor, A. (1998). 3 Itinerários de Automóvel. Parque Natural de Montesinho - Um guia para o visitante. João Azevedo Editor. Mirandela.

Topo