PR1 (VNO) Bairro / Casal Farto

Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros (PNSAC). Percurso pedestre de Pequena Rota (PR), no concelho de Ourém. PR1 (VNO) - Bairro / Casal Farto. BTT. Enquadramento - a norte da serra de Aire, envolvendo parte da povoação do Bairro e transbordando os limites do PNSAC para Vale de Cavalos e Casal Farto. Breve descrição. Pontos de interesse. Mapa.

Parque de merendas no PR1 (VNO)
Parque de merendas.

Na planificação da sua visita deverá ter em consideração as recomendações descritas no Código de Conduta e Boas Práticas [PDF 1,6 MB] das e dos visitantes nas Áreas Protegidas, bem como os conselhos úteis que apresentamos em "Relacionados", à esquerda desta página, para melhor desfrutar da sua visita.

Acesso: sair na A1 em Fátima, seguir pela EN 360 Fátima-Minde até ao cruzamento para Torres Novas e aí virar à esquerda e seguir até ao Bairro.
Ponto de partida e de chegada: Monumento Natural das Pegadas de Dinossáurios de Ourém/Torres Novas (Bairro).
Extensão: 10 Km.
Duração: 5 h.
Dificuldade: média.
Apoios: Monumento Natural das Pegadas de Dinossáurios de Ourém/Torres Novas, restaurantes e cafés (Bairro), parque de merendas da Lagoa (Bairro).

Breve descrição 
Pontos de interesse 
Mapa

Enquadramento - a norte da serra de Aire, envolvendo parte da povoação do Bairro e transbordando os limites do PNSAC para Vale de Cavalos e Casal Farto.

Breve descrição

Constituindo grosso modo um triângulo que liga três núcleos populacionais com características bem distintas, Bairro, Vale de Cavalos e Casal Farto, este percurso pedestre poderá também ser realizado de bicicleta, sem grandes dificuldades para quem já está habituado a estas andanças, podendo optar entre um troço mais curto a partir de Vale de Cavalos (sendo este feito integralmente pela estrada alcatroada) - variante B, ou um circuito maior - variante A.

O percurso tem início junto ao Monumento Natural das Pegadas de Dinossáurios da Serra de Aire. Atravessando a estrada alcatroada e vencendo perpendicularmente o declive que culmina nos 360 m de altitude, chega-se à lagoa e parque de merendas, local bastante aprazível, donde se alcança uma vista panorâmica que extravasa os limites do Parque Natural, a norte, deixando para trás a povoação do Bairro, que, no regresso, terá oportunidade de visitar mais detalhadamente.

Vale de Cavalos e, especialmente, a Rua das Flores merecem um olhar especial, pois trata-se de um conjunto de casas construídas em pedra, notável não só pela sua arquitetura tradicional mas também pelo seu colorido enquadramento.

PR1 (VNO) capela Casal Farto TER - AA
Capela e casas recuperadas para Turismo Rural em Casal Farto (® Ana Alves).

No Casal Farto, poderá observar alguns aspetos curiosos do património construído, como sejam, um relógio de sol inscrito na cimalha de uma das casas, uma capela que remonta aos Templários, inserida num núcleo de casas recuperadas para Turismo Rural, restaurante e bar, onde poderá pernoitar ou apenas fazer uma pausa para descansar. Seguindo pela estrada em direção ao Bairro, do lado direito, um conjunto de cisternas de tipologias diferenciadas, onde se incluem as conhecidas cisternas do Capucho, testemunham mais uma vez a importância da água nestas paragens.

O regresso ao ponto de partida é feito, uma vez mais, pelo pinhal. Chegando ao Bairro segue-se a estrada que passa junto à igreja e ao longo da qual poderão ser observadas, entre outros aspetos do património construído, as curiosas chaminés recortadas no céu.


Pontos de interesse

Arquitetura tradicional - neste local, denominado Vale de Cavalos, pode-se observar um magnífico conjunto do património arquitetónico desta região calcária, envolvendo casa de habitação e anexos agrícolas, que se desenvolve ao longo de uma única rua, única também pelo seu colorido e odores, a Rua das Flores.

Associação Equestre Regional de Fátima (local de Pedreira) - permite à e ao visitante uma aprendizagem da arte de montar a cavalo e a realização de passeios equestres, uma outra forma de conhecer esta região. Para mais informações contacte a Associação.

Quinta do Poço Soudo - caso opte pelo troço mais curto - variante B - esta quinta é sintomática das mudanças entre o regime de propriedade vigente nas regiões mais altas do Maciço Calcário Estremenho - planalto de Santo António e planalto de São Mamede, por exemplo - onde a propriedade é bastante retalhada, e o bordo do Maciço, sempre mais atrativo para a agricultura com terrenos pouco acidentados, solos férteis e disponibilidade de água. Destaque, na Quinta do Poço Soudo, para a cultura da vinha em que predominam as castas periquita e trincadeira, que dão origem a um vinho de cor rubi, com um sabor macio e equilibrado. Veja-se ainda, a marginar a estrada principal, belos exemplares de carvalho-cerquinho Quercus faginea, freixo Fraxinus spp., azinheira Quercus rotundifolia e sobreiros Quercus suber.

Turismo Rural - a recuperação do património construído assume diversas formas, uma das quais é a reutilização para Alojamento turístico, de que a presente casa, localizada em Casal Farto, é um exemplo concreto. O Turismo Rural é, pois, uma oportunidade de conhecer este Parque Natural em pleno contacto com o que há de mais genuíno nesta região.

PR1 (VNO) cisternas Quercus rotundifolia Azinheira (2) - CGV
Cisternas | Azinheira Quercus rotundifolia (® Cristina Girão Vieira).
 

Cisternas - a grande permeabilidade do calcário, determinou que a água, constituísse desde sempre, um fator limitante à ocupação desta região. As formas de recolha e armazenamento assumem, nesta área, tipologias diversificadas em que a pedra, matéria-prima por excelência, está sempre presente, seja no aproveitamento das cavidades naturais ou artificialmente construídas. Para manter a água limpa, os reservatórios eram protegidos através de pequenas construções quadrangulares ou circulares, cujas coberturas são frequentemente de duas águas e tronco-cónicas, como é o caso que se observa. Desviando para a direita cerca de 100 m, poderá ainda visitar um outro núcleo de cisternas bastante invulgar, conhecidas como as do Capucho, devido à forma da sua cobertura. Estas cisternas, recuperadas no âmbito do programa da Qualificação de Aglomerados Rurais do PNSAC, apesar de privadas, conforme data da última escritura de 1922, eram utilizadas no verão como local privilegiado de recreio balnear.

Mapa

 
PNSAC - PR Bairro-Casal Farto - mapa