Você está aqui: Entrada / TURISMO DE NATUREZA / Visitar as Áreas Protegidas / Paisagens Protegidas / PP Arriba Fóssil da Costa da Caparica / Perc. do Centro de Interpretação da Mata dos Medos

Perc. do Centro de Interpretação da Mata dos Medos

Paisagem Protegida da Arriba Fóssil da Costa de Caparica. Percurso pedestre do Centro de Interpretação da Mata dos Medos (CIMM). Caminho do Museu das Árvores; Caminho das Artes; e Caminho do Altinho do Mar. Flora. Breve descrição.

Na planificação da sua visita deverá ter em consideração as recomendações descritas no Código de Conduta e Boas Práticas [PDF 1,6 MB] das e dos visitantes nas Áreas Protegidas, bem como os conselhos úteis que apresentamos em "Relacionados", à esquerda desta página, para melhor desfrutar da sua visita.

Ponto de partida e chegada: Centro de Interpretação da Mata dos Medos (CIMM)
Extensão aproximada: 2 km.
Duração: 1h:30min a 2 h.
Dificuldade: fácil.
Tipo de itinerário: circular.

Descarregue o marcador que lhe permite ver o percurso no Google - marcador [KMZ 3,14 KB]

Centro de Interpretação da Mata dos Medos

Centro de Interpretação da Mata dos Medos (CIMM)

 

Breve descrição

O trilho CIMM é um percurso circular ao Centro de Interpretação da Mata dos Medos (CIMM) na Reserva Botânica da Mata Nacional dos Medos, junto à Fonte da Telha. Deste trilho fazem parte os seguintes trajetos:

  • Caminho do Museu das Árvores;
  • Caminho das Artes; e
  • Caminho do Altinho do Mar.

 

Caminho do Museu das Árvores
À saída do portão verde pequeno do CIMM vira-se à esquerda e atravessa-se a estrada florestal. Estando de frente para o parque de merendas, entra-se na Reserva Botânica da Mata Nacional dos Medos para norte, pelo caminho da esquerda.

A Mata dos Medos, situada no topo da arriba fóssil, terá sido mandada instalar pelo rei D. João V com o objetivo de evitar o avanço das areias das dunas ou "medos" (lê-se "médos") para os terrenos agrícolas interiores.

A observação da flora e fauna, a contemplação da estética do lugar, as árvores e os seus contornos, os cheiros e os aromas, os sons, as texturas e as brisas frescas são marcas do Caminho do Museu das Árvores.

Mata Nacional dos Medos Símbolo caminho das Árvores 76-180 pxl
Mata Nacional dos Medos e sinalização deste Caminho.

Encontrado o primeiro aceiro (i.e. corta fogo) é tempo de admirar a harmonia entre o pinheiro-manso Pinus pinea, a sabina-das-praias Juniperus turbinata, a aroeira Pistacia lentiscus e o espinheiro-negro Rhamnus lycioides ssp. oleoides.

Entre o primeiro e o segundo aceiro exibe-se, do lado direito do caminho, a Árvore Especial, um pinheiro-manso em forma de coração.

Passado o segundo aceiro, os pinos, colocados no solo, indicam a direção até ao Caminho das Artes. Caminha-se para oeste.

 

Caminho das Artes
Este caminho, com marcações a laranja leva-nos ao aceiro, ao longo do qual se exibe alguma da flora mais característica da Reserva Botânica da Mata Nacional dos Medos. Dependendo da época do ano, adornam este aceiro, inclinado sobre o mar, a perpétua-das-areias Helichrysum italicum ssp. picardii, o morrião-perene Anagallis monelli, a joina-das-areias Ononis ramosissima, entre outras.

Ononis ramossisima Joina-das-areias Caminho das Artes - marcação
Joina-das-areias Ononis ramosissima em flor e sinalização deste Caminho.

O Caminho das Artes culmina no Lugar dos Sentidos, situado no topo da arriba fóssil, de onde se pode admirar o mar em todo o seu apogeu.

Segue-se para sul, pelo caminho selvagem, até ao parque de merendas da Fonte da Telha. Ao caminhar pelo caminho selvagem a arriba fóssil vai surgindo num perfil de imponência e grandiosidade. Numa mistura de cores ornamentam o caminho o rosmaninho Lavandula luisieri, o fel-da-terra Centaurium erythraea, a roselha-pequena Cistus crispus e o sanganho-mouro Cistus salviifolius.

Cistus salviifolius Cistus crispus
Duas plantas da família da esteva, o sanganho-mouro Cistus salviifolius e a roselha-pequena Cistus crispus.

 

Caminho do Altinho do Mar
Atravessa-se o parque de merendas da Fonte da Telha, em direção a sul. O altinho do mar situa-se no aceiro. Siga as marcações a azul (ver foto abaixo).

Caminho Altinho do Mar - Marcação
Uma das marcações do Caminho do Altinho do Mar.

A paisagem, o mar, os aromas, os sons, a arriba fóssil, o ‘jardim de aromáticas’ numa combinação de perpétua-das-areias Helichrysum italicum var. picardii, rosmaninho Lavandula luisieri, camarinha Corema album, tomilho Thymus capitellatus e assembleia-das-areias Iberis ciliata ssp. welwitschii, despertam os sentidos e a curiosidade de qualquer visitante e fazem deste, um lugar muito especial na Reserva Botânica da Mata Nacional dos Medos.

Iberis spp Corema album Camarinha
Iberis spp. em flor e a camarinha Corema album (fêmea) com bagas comestíveis.

Fotos de Ana Martins.